É fundamental que nossas atitudes e comportamentos reflitam integridade pessoal e profissional. Devemos atuar sempre em defesa dos interesses da Linx, mantendo sigilo sobre projetos e operações da empresa bem como projetos e informações de nossos clientes e fornecedores.

O compromisso profissional e ético que temos com a Linx não permite que nossas atividades profissionais sejam influenciadas pelo interesse pessoal. Consideramos interesse pessoal vantagens materiais ou morais em nosso favor ou a favor de parentes, amigos ou pessoas com as quais tivemos relações pessoais, comerciais ou políticas. Situações que podem levar a conflito efetivo ou aparente incluem, mas não se limitam a:

2.1 Relações afetivas, de parentesco e amizade entre colaboradores da Linx, de empresas concorrentes, de fornecedores e de prestadores de serviços.

A contratação de familiares e parentes de colaboradores da Linx, não é recomendada. Em situações excepcionais, a contratação de familiares e parentes poderá ser considerada desde que submetida à avaliação do superior imediato e aprovada pela Diretoria de Recursos Humanos. Nessa condição o colaborador não deverá ser responsável por contratar, supervisionar ou ter a capacidade de afetar as condições do contrato de trabalho ou mesmo influenciar o gestor imediato do colaborador com relação de parentesco. Além disso, os colaboradores com algum grau de parentesco não devem trabalhar na mesma área ou departamento ou em áreas ou departamentos cujas funções possam oferecer conflitos de interesses como Auditoria, Recursos Humanos, Contabilidade, dentre outras.

2.2 Brindes, presentes, favores, empréstimos e outras cortesias.

Os colaboradores não estão autorizados a aceitar presentes, benefícios ou vantagens que possam representar relacionamento impróprio ou prejuízo financeiro ou moral para a Linx. Entende-se por relacionamento impróprio todo aquele conflitante com os preceitos deste Código.

Brindes institucionais, que estejam identificados com o logotipo ou logomarca do fornecedor/parceiro poderão ser aceitos. Em situações excepcionais, ditadas em razão de protocolo, ou outra circunstância especial, poderão ser aceitos brindes não institucionais ou cortesias desde que devidamente reportados à Diretoria de Recursos Humanos.

É proibido aos colaboradores o recebimento de comissões, abatimento e/ou favores pessoais, que se justifiquem por seus cargos e funções na Linx, assim como auferir ou conceder qualquer forma de reciprocidade, ganhos ou vantagens pessoais junto a instituições financeiras, corretores, segurados ou clientes em geral, no contexto do relacionamento profissional.

Trocar brindes ou presentes e compartilhar entretenimento em associação a finalidades empresariais legítimas podem estimular relacionamentos construtivos com terceiros. No entanto, os brindes, presentes ou entretenimentos nunca devem afetar nem parecer afetar a tomada de decisão imparcial por parte dos colaboradores da Linx ou de terceiros quaisquer. Nunca devem ser oferecidos nem recebidos em troca de tratamento preferencial em nenhuma negociação empresarial.

A Linx proíbe pagamentos ou recebimentos ilícitos, propinas, corrupção e suborno.

2.3 Atividades fora da Linx

Os colaboradores não devem exercer atividades externas (remuneradas ou não) que possam conflitar ou aparentar conflitar com os interesses da Linx, não devem ter impacto negativo sobre os interesses comerciais da empresa e tampouco interferir em sua capacidade de cumprir suas responsabilidades com a Linx. Na dúvida, a situação deve ser submetida ao superior imediato e aprovada pela Diretoria de Recursos Humanos.

É proibida a comercialização de produtos não permitidos pela Linx dentro de suas instalações.

2.4 Atividades políticas

Mantemos sempre uma postura de neutralidade política no ambiente de trabalho e na condução dos negócios da empresa, consistindo, principalmente na recusa de favorecer uma corrente política.

A Linx não tem restrições a que os colaboradores exerçam seus direitos político-partidários, sem prejuízos a suas atividades profissionais.

Qualquer participação em atividade político-partidária é feita em caráter pessoal, e não como representante da empresa.